Tuberculose
Luta contra a Tuberculose

Atualmente, muitas doenças inflamatórias crónicas, como a artrite reumatoide, a doença inflamatória intestinal e a psoríase, são tratadas com antagonistas do fator de necrose tumoral a (anti-TFN a), nomeadamente com infiliximab, etanercept e adalimimab. Sabe-se que os doentes tratados com aquele tipo de medicação têm um risco acrescido de reativação de infeção tuberculosa latente (Risco relativo=25), desenvolvendo formas graves de doença, muitas vezes fatal.

Uma das formas de reduzir aquele risco é proceder ao rastreio de infeção tuberculosa nos candidatos a iniciar o tratamento com anti-TNF a, seguida da decisão clínica de tratar ou não, de acordo com o resultado do rastreio.

Inserido na estratégia regional de uniformizar os procedimentos relacionados com as atividades do Programa de Luta contra a Tuberculose, foram elaborados os seguintes documentos:

 

 

 

 

Voltar
 
pesquisa avançada >
ARS Norte I.P. > GRP > Tuberculose