Evolução da Taxa de Cesariana – 2005-2011
Data de Publicação: 26-APR-2011 05:12 PM

Evolução da Taxa de Cesariana – 2005-2011

A informação agora divulgada demonstra de forma inequívoca que o trabalho da Comissão para a Redução da Taxa de Cesarianas teve uma enorme receptividade e de que os profissionais e as instituições se esforçaram por corresponder a este desígnio da região.

Pode verificar-se que a Março de 2011:

1. Nenhuma Instituição possuía taxas superiores a 40%;
2. Seis Instituições já atingiram valores inferiores a 30% (ou seja 40% dos blocos de parto públicos);
3. Apenas quatro instituições mantinham valores superiores a 35%
4. De sublinhar os indicadores de qualidade que foram contratualizados com os hospitais para 2011 e a ligação que tal possui aos incentivos financeiros associados.

Desta forma,  tudo aponta que partindo de uma taxa de cesarianas de 36,05% no primeiro semestre de 2010, atingimos os 33,91% no segundo semestre de 2010, e os 30,48% no primeiro trimestre de 2011, pelo que poderemos concretizar o ambicioso objectivo: alcançar um valor inferior a 30% no final do ano de 2011, na Região Norte, demonstrando de forma inequívoca a qualidade e o empenho dos profissionais do Serviço Nacional de Saúde.

Ver mais...



Voltar
 
pesquisa avançada >